Idanha na Rede Internacional de Bio Regiões

Idanha-a-Nova é o primeiro concelho em Portugal a aderir à Rede Internacional Bio Regiões, um conceito de respeito pelo território e pelo ambiente.

O objectivo da Rede Internacional Bio Regiões é a implementação de estratégias de desenvolvimento mais sustentáveis que envolvem toda a comunidade, partindo dos modelos biológico e agro-ecológico.

Porque se trata de um modelo que, segundo explica Armindo Jacinto, presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova, “envolve toda a comunidade local, desde a administração pública aos agricultores, consumidores, escolas, operadores turísticos e instituições”, o autarca já desafiou outros concelhos portugueses com características de ruralidade a integrarem as Bio Regiões, dada a contribuição da rede para a prevenção de incêndios florestais, adaptação às alterações climáticas, preservação da biodiversidade, qualidade da água e produção de alimentos saudáveis.

O Centro Municipal de Cultura e Desenvolvimento de Idanha-a-Nova é a instituição que coordenará o trabalho a desenvolver no âmbito das Bio Regiões, em estreita parceria com a Câmara Municipal.

Na sessão em que foi assinada a adesão do município à rede, a Câmara de Idanha-a-Nova apresentou o Instituto do Mundo Rural, entidade não formal que tem por objectivo concretizar as propostas do estudo “Mundo Rural Porque Sim”, apresentado pelo economista Augusto Mateus, por iniciativa da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova e outras entidades. Entre as propostas está a criação de uma rede de Bio Regiões em Portugal.