Igreja portuguesa atenta ao papel do turismo

A Igreja Católica portuguesa destaca a importância do turismo, nomeadamente o religioso e cultural, e afirma que é preciso investir da formação de guias-intérpretes na área do património religioso. Em Portugal, a Igreja Católica não se dissocia do turismo, pelas oportunidades que ele representa, em termos económicos e sociais. Em declarações veiculadas pela Ecclesia, o especialista em turismo cultural e religioso, Varico Pereira, sublinha a importância de Fátima enquanto principal destino de turismo religioso em Portugal mas também de Braga que ?tem representado um papel muito importante?, nomeadamente na criação de roteiros internacionais e culturais, divulgados nas principais agências que trabalham este segmento de mercado, na Europa e na América Latina. Porque se trata de um segmento específico, o padre Carlos Godinho, director da Obra Nacional da Pastoral do Turismo (ONPT) sublinha a necessidade de investir na formação de guias-intérpretes especializados em turismo religioso ?O turismo tem de estar ao serviço do bem comum também nesta perspectiva, temos de qualificar os vários intervenientes mas temos de também de valorizar o trabalho na justa remuneração, na qualificação e no horário laboral?, afirma. M.F.