II Convenção da ARAC: Contratos de aluguer vão poder ser digitalizados

O anúncio foi feito sexta-feira, 9 de Fevereiro, por Joaquim Robalo de Almeida, secretário-geral da ARAC, na II Convenção da Associação, em Lisboa. O responsável deu este esclarecimento no âmbito de um painel em que se abordava a relação entre o rent-a-car e o turismo.

A desburocratização do sector de rent-a-car, nomeadamente no que se refere à desmaterialização dos contratos de aluguer de viaturas, que na I Convenção da ARAC, realizada em Janeiro do ano passado, foi uma das reivindicações do sector, está a caminho de ser realizada com a alteração legislativa que em breve ficará concluída.

No painel “Turismo – Presente e Futuro” em que se abordou a inter-relação entre o rent-a-car e o turismo, ficou claro que uma má experiência ao alugar um automóvel, nomeadamente pela excessiva burocracia, pode ter impacto negativo na imagem que os turistas levam do país. Em causa está, por exemplo, o muito papel a preencher para alugar uma viatura em Portugal, situação que tem estado entre as maiores preocupações da Associação representativa do sector de rent-a-car que se tinha feito eco disso na Convenção do ano passado.

Um ano depois esta é uma situação a caminho de ser resolvida, o que levou o secretário-geral da ARAC a intervir no painel para esclarecer que “recebemos esta terça-feira o plano de alteração legislativa que contempla a digitalização dos contratos de aluguer” o que significa que aquela que era uma das maiores reivindicações do sector e também uma das suas aspirações “está a caminho da concretização”.

Robalo de Almeida agradeceu mesmo o empenho do IMT e da secretária de Estado do Turismo na resolução deste problema, algo que Ana Mendes Godinho tinha prometido na Convenção do ano passado, apesar de esta matéria não estar na dependência directa da sua Secretaria de Estado.