INE: Algarve com 17,9 milhões de dormidas até Outubro

A hotelaria do Algarve registou perto de 400 mil hóspedes e 1,8 milhões de dormidas no passado mês de Outubro, o correspondente a variações homólogas de 5,5% e 4,8%, respectivamente. Nos primeiros 10 meses do ano, os hotéis do Algarve receberam um total de 3,8 milhões de hóspedes, que geraram 17,9 milhões de dormidas e proveitos a ascender aos 982,8 milhões de euros.

Os números hoje divulgados pelo INE, relativos à actividade turística de Outubro, mostram que os primeiros 10 meses do ano visam crescimentos na ordem dos 4,9% em número de hóspedes, comparativamente com o período homólogo de 2016, 5,4% mais de dormidas e crescimento dos proveitos em 13,3%. As dormidas do mercado interno, no mês de Outubro, mostram uma subida acentuada, de 17,8%, enquanto as dormidas dos mercados externos registam um aumento de 3,3%.

Os dados do INE assinalam o crescimento dos proveitos totais do mês de Outubro em 11,2%, para os 84,7 milhões de euros. Neste mês foi anunciado pela Algarve Golfe uma cifra recorde nos campos algarvios, acima das 170 mil voltas, 6% mais que no ano anterior. Entre Janeiro e Outubro registam-se 1,17 milhões de voltas de golfe acumuladas na região. Por seu lado, o Aeroporto de Faro movimentou, em Outubro, mais 8,5% de passageiros e acumula um crescimento de 15,4% nos 10 primeiros meses de 2017.

Para Desidério Silva, presidente da Região de Turismo do Algarve, estes resultados assinalam o bom momento do destino, “com a região a assumir um peso de 33,5% no contexto nacional”. Destaca, ainda, o desempenho do mercado interno, que “cresceu como há muito já não se via”. “Pode vir aí mais um ano recorde, fruto do excelente trabalho que os parceiros privados e públicos do sector estão a desenvolver no destino”, conclui o responsável pelo turismo algarvio.