INE: Hotelaria nacional regista 2,8M de dormidas em Fevereiro e cresce quase 8%

De acordo com dados do INE publicados esta segunda-feira, 1,1 milhões de hóspedes traduziram-se em 2,8 milhões de dormidas em Fevereiro na hotelaria nacional, o que correspondeu a acréscimos de 8,6% e 7,9%, respectivamente, enquanto em Janeiro últimos as subidas tinham sido de 13,8% e 12,7%, respectivamente.

No acumulado dos dois primeiros meses do ano o número de hóspedes aumentou 11, enquanto as dormidas cresceram 10%.

As dormidas em hotéis (70,4% do total) apresentaram um crescimento de 10,7%, tendo havido também aumentos nas pousadas (+14,1%) e nos hotéis-apartamentos (+8,9%). Nas demais tipologias registaram-se reduções.

Nas dormidas totais, o acréscimo foi de 202 mil em Fevereiro, face a igual mês do ano anterior, do qual 54,6% (110,3 mil dormidas) foi gerado pelas dormidas em hotéis de 4 estrelas.

Em relação ao mercado interno, as dormidas aumentaram 4,8% (+1,5% em Janeiro) com um total de 822,5 mil, tendo acelerado após três meses consecutivos de desaceleração. No que toda aos mercados externos o aumento foi de 9,2% nos mercados externos, atingindo os 1,9 milhões de dormidas, enquanto em Janeiro o crescimento tinha sido de 18,2%. Diz o INE que assim, o acréscimo de 164,2 mil dormidas, face a Fevereiro de 2016, proporcionado pelos mercados externos representou 81,3% do incremento total das dormidas.

Os treze principais mercados emissores representaram 80,7% do total das dormidas de não residentes e apresentaram resultados maioritariamente positivos.

As dormidas de hóspedes do Reino Unido, tiveram o mesmo desempenho do mês anterior, com uma subida de 5,6%, correspondendo a 21,3% do total de dormidas de não residentes. O mercado alemão, que vinha a crescer acima dos 10%, enquanto se verifica uma evolução irregular do mercado espanhol (+3,5% face a +10,1% em Janeiro e -3,4% em Dezembro de 2016). França manteve-se em notório crescimento (+14,2%, após +13,8% em Janeiro), representando 8,3% do total das dormidas. Entre os principais países, os maiores aumentos em Fevereiro ocorreram nos mercados brasileiro (+35,2%), polaco (+30,3%), americano (+17,1%) e irlandês (+16,0%).

A estada média foi de 2,56 noites, com um decresceu 0,7%, enquanto a taxa de ocupação-cama situou-se nos 35%, com um aumento de 2,5 p.p.