INE: Menos hóspedes e menos dormidas em Abril

O facto de a Páscoa ter este ano ocorrido em Março quando o ano passado aconteceu em Abril terá, de acordo com o INE, influenciado a quebra significativa registada no número de hóspedes e dormidas na hotelaria nacional. A assinalar que neste Abril nem a procura de não residentes resistiu à queda. Segundo os dados divulgados ontem pelo Instituto Nacional de Estatística, a hotelaria em Portugal recebeu em Abril deste ano 1,1 milhões de hóspedes (-3,4% que no mesmo mês do ano passado) que originaram 3,1 milhões de dormidas (-4,0%). Como vem sendo habitual, os resultados foram ?empurrados para baixo? pelo mercado interno, com as dormidas dos residentes a registarem uma quebra homóloga de 11,6%, para 798,8 mil dormidas. Novidade é que, neste mês, também as dormidas de não residentes, que ascenderam a 2,3 milhões, acusaram uma quebra, ainda que ligeira, -1%, invertendo assim uma tendência que vinha de há vários meses. Já no que se refere ao acumulado de Janeiro a Abril, os resultados apresentaram-se ligeiramente positivos, com uma subida de 1,0% no número de hóspedes e de 2,4% no número de dormidas. As dormidas em hotéis decresceram 4,6%, para o que contribuíram as unidades de 4 e 3 estrelas, já que nos 5 estrelas foi registado um aumento homólogo de 6,9%. De Janeiro a Abril as dormidas em hotéis reflectem uma variação homóloga positiva de 3,0%. Nos hotéis-apartamentos (-3,5%), todas as categorias evoluíram negativamente em Abril, salientando-se o forte decréscimo da categoria 5 estrelas (-10,8%). Os resultados globais acumulados evidenciaram uma variação homóloga igual à do mês de Abril. M.F.

(Visited 2 times, 1 visits today)