INE: Mercado interno contribuiu com 1,3M de dormidas em Abril

Durante o mês de Abril, o mercado interno contribuiu com 1,3 milhões de dormidas, que representaram um aumento de 26,3%, quando em Março tinham diminuído 11,4%, enquanto a dos não residentes cresceram 22,1%, segundo dados divulgados esta quarta-feira pelo INE.

O Instituto Nacional de Estatística indica ainda que a estada média (2,70 noites) cresceu 2,5% e a taxa de ocupação-cama (53,8%) aumentou 8,9 p.p.

No período em análise, em que o INE evidencia o factor Páscoa, que foi em Abril, as dormidas em hotéis (68,8% do total) apresentaram um crescimento de 24,1%. Registaram-se aumentos nas dormidas em todas as tipologias, com destaque para a evolução verificada nos aldeamentos turísticos (39,9%) e nas Pousadas (32,4%).

Nos quatro primeiros meses de 2017, as dormidas de residentes aumentaram 5,9% e as de não residentes 13,3%.

Quanto à estada média, os crescimentos mais notórios tiveram lugar no Centro (6,9%) e Algarve (5,9%). A Madeira (-1,3%) foi a única região com decréscimo neste indicador, apesar de evidenciar a estada média mais elevada (4,95 noites), enquanto a taxa líquida de ocupação-cama teve índices mais elevados na Madeira, (74,0%) e na Área Metropolitana de Lisboa (66,3%). Registaram-se aumentos muito significativos nas taxas de ocupação no Algarve (+10,3 p.p.) e Centro (+10,2 p.p.).