INE: Proveitos da hotelaria nacional com crescimentos expressivos em Novembro

Em Novembro, os proveitos totais da hotelaria nacional atingiram 178 milhões de euros e os de aposento 124,9 milhões de euros (+15,5% e +17,4%, respectivamente), mas verificou-se um desaceleramento face ao mês anterior, que tiveram crescimentos de 18,2% e 22,7%, respectivamente).

Dados publicados esta segunda-feira pelo INE referentes à actividade turística em Novembro indicam que todas as regiões registaram aumentos nos proveitos, com maiores destaques para o no Alentejo (+28,2% nos proveitos totais e +24,0% nos de aposento), Centro (+20,7% e +22,9%, respectivamente) e Área Metropolitana de Lisboa, onde os dois indicadores subiram +17,9% e 20,7%, respectivamente.

Quanto ao RevPar, o INE diz que no mês em análise situou-se nos 32,6 euros, traduzindo-se num aumento de 15, mesmo assim abaixo do mês anterior, cuja subida tinha sido de 20,4%. O RevPar mais elevado foi registado na região de Lisboa (62,1 euros), seguindo-se a Madeira (41,2 euros), e foi globalmente positiva entre as diversas tipologias e respectivas categorias de unidades hoteleiras, com destaque para os apartamentos turísticos (+31,7%) e as pousadas (+21,9%).