INE: Proveitos hoteleiros aumentaram 7,8% em Outubro

Os proveitos totais ascenderam a 173,5 milhões de euros, +7,8% em termos homólogos, enquanto os proveitos de aposento se situaram nos 118,5 milhões (+6,8%). Os Açores foram a região onde a subida dos proveitos foi mais destacada: +32,1% nos proveitos totais e +36,1% nos de aposento. No Continente, os melhores resultados ocorreram no Norte (+11,7%) e em Lisboa (+10,5%), enquanto no Alentejo a evolução dos proveitos foi ligeiramente negativa (-0,6%). O rendimento médio por quarto disponível (RevPAR) foi 29,3 euros, numa subida homóloga de 5,9%, com Lisboa a ser a região onde este indicador registou o valor ais elevado (49,9 euros). Por categoria de estabelecimentos, o RevPar mais elevado foi registado nos hotéis de 5 estrelas (64,5 euros). No acumulado do ano, os proveitos mantêm uma variação homóloga positiva, embora inferior. Os proveitos totais registam uma subida homóloga de +5,2% face aos 10 primeiros meses do ano passado, enquanto os proveitos de aposento apresentam um acréscimo de +6,1%. M.F.