INE: Proveitos na hotelaria crescem em Fevereiro mas desaceleram face a Janeiro

Durante o mês de Fevereiro, os proveitos totais da hotelaria nacional atingiram 136,8 milhões de euros, mais 14,4% face ao mesmo período do ano anterior, e os de aposento 94,4 milhões de euros (+15,6%), de acordo com dados publicados pelo INE esta segunda-feira, que avança, no entanto, que estes indicadores desaceleraram face ao mês anterior (+18,3% e +17,7%).

Todas as regiões evidenciaram aumentos nos proveitos, com especial destaque para Área Metropolitana de Lisboa que subiu 20,8% nos proveitos totais e 20,7% nos de aposento), os Açores com crescimentos de 21,1% e 16,6%, respectivamente, e o Norte com mais 17,8% e mais 18,4%, respectivamente.

O rendimento médio por quarto disponível (RevPAR) foi de 26,5 euros, correspondendo a um aumento de 15,4%, mesmo assim inferior ao do mês de Janeiro em que a subida tinha sido de +16,1%.

O INE indica ainda que na Madeira e na Área Metropolitana de Lisboa o RevPAR ascendeu a 41,1 euros e 39 euros, respectivamente, ao mesmo tempo que destaca os aumentos os aumentos no Norte (+21,0%), Centro (+18,3%) e Algarve (+15,8%).

A evolução do RevPAR foi globalmente positiva, com destaque para os hotéis (+15,3%). No entanto, os maiores acréscimos tiveram lugar nos hotéis de cinco estrelas e as pousadas, tendo-se situado em 49,2 euros e 36,6 euros, respectivamente.