INE: Proveitos totais da hotelaria atingem em Maio quase 319 M€

A análise da actividade turística publicada esta sexta-feira pelo INE, referente ao mês de Maio, revela que os proveitos totais da hotelaria em Portugal atingiram 318,8 milhões de euros e os de aposento 230 milhões de euros (+19,5% e +21,0%, respectivamente).

Estes resultados, apesar de darem conta de crescimentos evidentes, ficaram, no entanto, abaixo dos verificados no mês anterior (31,1% e 34,4%, sob efeito de calendário da Páscoa).

Nesta categoria, todas as regiões apresentaram aumentos nos proveitos, com maior evidência no Centro (27,4% nos proveitos totais e 35,1% nos de aposento), Açores (30,3% e 26,8%), Norte (24,9% e 29,0%) e Alentejo (24,9% e 26,0%).

Quanto ao rendimento médio por quarto disponível (RevPar) situou-se nos 52,6 euros, verificando-se um aumento de 20,9%, mesmo assim, uma evolução inferior à conseguida em Abril, que foi de mais 32%.

Em Maio, é a área metropolitana de Lisboa que consegue o RevPar mais elevados (86,6 euros), seguindo a Madeira (51,9 euros). O INE destaca igualmente as subidas no Centro (37,6%) e Norte (31,7%).

São os hotéis que no mês em análise tiveram o maior RevPar (+22%), apesar de a evolução ter sido globalmente positiva em todas as tipologias de alojamento. No entanto, de entre os hotéis, as evidências são para os de três estrelas (+27,6%), e os hotéis-apartamentos (+19,4%).