INE: Receitas hoteleiras aumentam 6,7% em Julho

O aumento de receitas hoteleiras registado em Julho é superior ao acumulado dos primeiros sete meses do ano que evidencia uma subida de 5,1% face ao período homólogo do ano passado. De acordo com dados publicados pelo INE, os proveitos totais na hotelaria portuguesa ascenderam em Julho a 252,7 milhões de euros, o que reflecte uma variação homóloga de +6,7%. Já os proveitos de aposento atingiram os 186,4 milhões, num aumento homólogo de 7,3%. A propósito o INE sublinha que ?os resultados do mês de Julho apresentaram-se ligeiramente mais favoráveis que os acumulados nos 7 primeiros meses do ano (+5,1% nos proveitos totais e +6,9% nos de aposento)?. Lisboa, Norte e Açores foram as regiões onde se registaram os resultados mais favoráveis, com o INE a destacar o caso de Lisboa (+13,2% nos proveitos totais e +15,2 nos proveitos de aposento), onde o aumento nos proveitos suplantou mesmo o registado nas dormidas, algo que tinha já acontecido em Junho. Os Açores registaram subidas de 11,7% e 11,9%, respectivamente nos proveitos totais e nos de aposento, e o Norte atingiu aumentos homólogos de 8,8% e 11,8%, respectivamente. Já as regiões do Centro e do Alentejo apresentaram decréscimos nos proveitos (-5,2% e -6,1% nos proveitos totais, respectivamente), mais acentuados que os decréscimos verificados nas dormidas. O RevPAR médio global foi 45,1 euros em Julho, superior em 5,6% ao registado no mesmo mês do ano passado. Norte e Lisboa viram este indicador aumentar de forma expressiva em termos homólogos (+11,4% e +10,5%, respectivamente), seguidas de perto pelas Regiões Autónomas (+9,4% nos Açores e +8,0% na Madeira). Os valores mais elevados de rendimento médio por quarto disponível verificaram-se nos hotéis de 5 estrelas (84,1 euros) e nos hotéis-apartamentos da mesma categoria (71,8 euros). O INE sublinha ainda que ?a evolução homóloga do RevPAR foi maioritariamente positiva nas várias tipologias e categorias, com maior intensidade nos hotéis de 2 e 1 estrelas (+7,8%), nos de 4 e nas pousadas (+6,9% em ambos)?. M.F.

(Visited 1 times, 1 visits today)