INE: Turismo faz subir preços em Portugal em Abril

Os preços em Portugal subiram em Abril ao ritmo mais elevado dos últimos quatro anos, e o INE indica que esta aceleração foi em larga medida determinada pelos aumentos das contribuições para a variação homóloga do IPC da classe dos restaurantes e hotéis, bem como dos transportes, e ainda o facto de a Páscoa ter ocorrido nesse mês, enquanto no ano anterior teve lugar em Março.

A taxa de inflação situou-se nos 2% no mês passado, segundo dados do INE, enquanto em Março deste ano era de 1,4%.

A variação mensal do IPC foi 1,0% (1,8% no mês anterior e 0,4% em Abril de 2016). A variação média dos últimos doze meses registou uma taxa de 0,9%, valor superior em 0,1 p.p. ao registado no mês anterior.

O Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC) português registou uma variação homóloga de 2,4%, valor superior em 1,0 p.p. ao verificado no mês anterior e superior em 0,5 p.p. ao estimado pelo Eurostat para a área do Euro (em Março a taxa variação homóloga do IHPC português foi 0,1 p.p. inferior à do IHPC da área do Euro). O IHPC registou uma variação mensal de 1,5% (2,0% no mês anterior e 0,4% em Abril de 2016) e a taxa de variação média dos últimos doze meses foi 1,0% (valor superior em 0,1 p.p. ao registado no mês anterior).

Nas classes com contribuições positivas para a variação homóloga do IPC, o INE destaca os transportes, os restaurantes e os hotéis. Para este resultado contribuem os aumentos de preços das viagens e estadias em hotéis, em consequência do feriado móvel da Páscoa, e cujo impacto tenderá a dissipar-se. Este comportamento contribuiu para o aumento da variação homóloga do agregado dos Serviços, que passou de 1,2% em Março para 3,3% em Abril.

A classe com maior contributo positivo para a taxa de variação mensal foi a dos restaurantes e hotéis, com uma subida de 4,4%, enquanto em Março aumentou 1,8%, e em Abril de 2016 contava com uma variação de 0,7%.