Lagoa quer combater sazonalidade atraindo novos públicos

No primeiro semestre de 2018, o concelho de Lagoa (Algarve) acolheu 60 eventos que resultaram em cerca de 17.500 dormidas em unidades hoteleiras que, de forma directa, originaram um montante estimado de receitas de cerca de 1,2 milhões de euros.

Este é o resultado de uma parceria entre o município e as unidades hoteleiras do concelho com vista ao aproveitamento das infra-estruturas existentes, designadamente desportivas, cujo objectivo, segundo o vice-presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Luís Encarnação, em declarações ao turisver.com, é procurar “mitigar o problema da sazonalidade”.

Nesta procura de atracção de novos públicos, o município, segundo o autarca, disponibiliza as instalações desportivas, acolhe grandes eventos desportivos, de nível nacional, europeu e mundial e promove outros eventos de carácter lúdico-desportivos que se realizem no concelho.

Por outro lado, com o objectivo de aumentar número de turistas nas épocas intermédias e baixa “a aposta estratégica do município incide na diversificação da oferta nomeadamente ao nível do turismo activo (natureza, desporto) gastronomia e vinhos” , através da promoção junto destes nichos de mercado, em articulação com os players do sector, disse Luís Encarnação.