Lisboa: RevPar dos hotéis de 5 estrelas subiu mais de 30% em Setembro

Taxa de ocupação por quarto mais elevada, aumento do preço médio por quarto vendido e por quarto disponível, marcaram o mês de Setembro nos hotéis de três, quatro e cinco estrelas na cidade de Lisboa em comparação com o mesmo mês de 2016. Os dados do Observatório Turismo de Lisboa difundidos esta terça-feira, que reflectem a tendência ascendente que o sector tem vindo a registar.

Em Setembro, a Ocupação Média por Quarto cresceu 2,2%, resultado do aumento de 3,4% na procura por estabelecimentos de 5 estrelas (para uma média de 88,17%), um movimento inverso ao observado em Agosto. A ocupação media mais alta continua a pertencer aos 4 estrelas com uma média de ocupação de 95,74%, numa variação homóloga positiva de 1,7%, seguidos de muito perto pelos três estrelas, com 95,58%, +1,3% que no mês homólogo do ano passado.

Também no Preço Médio por Quarto Vendido (Average) o mês de Setembro trouxe uma evolução bastante positiva, com uma subida percentual de

25,6% em relação ao mês homólogo de 2016. Na progressão, os 5 e 4 estrelas “empatam” com +26,8%, o que levou os hotéis de categoria superior a conseguirem um Average de 200,97€, enquanto os de categoria intermédia alcançaram 109,60€. Nos 3 estrelas, o preço médio por quarto vendido em Setembro ficou nos 89,77€, +24% que no mesmo mês do ano passado.

A progressão mais favorável aconteceu no Preço Médio por Quarto Disponível (RevPar), onde a variação foi significativamente favorável para todas as unidades, com um crescimento de 28,3% no período em análise, chegando aos 101,60€. A subida mais relevante verificou-se nos estabelecimentos de 5 estrelas, com 31,2% de aumento médio. Em segundo lugar na subida estiveram os 4 estrelas: +28,9% para 104,93€, enquanto os 3 estrelas registaram um aumento de 25,6% para 85,81€.

O acumulado de Janeiro a Setembro confirma o cenário positivo em todos os indicadores: +5,4% na Ocupação Média por Quarto, +13,1% no Preço Médio de Quarto Vendido e +19,2% no Preço Médio por Quarto Disponível. Na ocupação, as três categorias regista crescimentos semelhantes (+5,2% para os 3 e 4 estrelas e +5% para os 5 estrelas), enquanto nos preços médios, seja por quarto vendido ou disponível, os aumentos são comandados pelos hotéis de categoria superior.