Madeira quer atenuar sazonalidade com cartazes turísticos fortes

Para evitar que a sazonalidade seja um problema, a Madeira pretende apostar em cartazes turísticos “fortes” ao longo do ano para atrair turistas. Esta é a convicção do secretário regional da Economia, Turismo e Cultura.

De acordo com Eduardo Jesus, no decurso de um desfile histórico e etnográfico integrado na Festa do Vinho, evento que começou no dia 27 de Agosto e decorre até 10 de Setembro, citado pela Lusa, a Madeira está com uma taxa de ocupação hoteleira de cerca de 89%, o que significa que “este é um cartaz que está a cumprir a sua função”, lembrando que “hoje é fácil ver o contributo que deixam o Carnaval, a Festa da Flor, o Festival do Atlântico, as Festas do Fim do Ano”.

O governante regional referiu que o vinho é um produto “muito específico” da Madeira, pelo que o objectivo é “reforçar o cartaz”.

O cortejo etnográfico e histórico da Festa do Vinho, que se realiza pelo segundo ano consecutivo, contou com 600 figurantes e percorreu as avenidas marginais do Funchal, onde se concentram milhares de pessoas para assistir. Este ano, o executivo regional investiu 270 mil euros na Festa do Vinho, mas espera um retorno muito superior em consequência da taxa de ocupação hoteleira.