Mais de um terço dos europeus não fez turismo em 2016

Segundo um estudo do Eurostat referente ao ano de 2016, 62% da população da União Europeia com mais de 15 anos viajou em lazer, sendo que 50% fez pelo menos uma viagem de turismo doméstico de pelo menos uma noite, e 32% viajou para o estrangeiro nas férias.

Segundo o Gabinete de Estatística da União Europeia, em Portugal, 74,45 da população não fez turismo de lazer em 2016, com o país a ser ultrapassado somente pela Roménia, onde 76% dos cidadãos não viajou, seguindo-lhe a Bulgária com 70,2%. Do outro lado do espectro encontra-se a Finlândia, onde apenas 8,6% da população não fez turismo, país seguido pela Holanda, com 14,7% de não turistas.

Perto de metade (48%) dos europeus que não viajaram em lazer referiram que tal se deve, pelo menos em parte, a questões financeiras, enquanto 20% menciona problemas de saúde e outros 20% revelam que não tinham interesse em viajar. Outras razões incluem compromissos de trabalho ou estudo (16%), ou de família (13%). Os problemas financeiros são um obstáculo para todas as faixas etárias, com excepção a maiores de 65 anos que referem questões de saúde como a principal barreira ao turismo de lazer.

Estas questões financeiras foram mais comummente mencionadas em Portugal (66% do total dos não turistas), Grécia (75%) e Croácia (62%). A falta de interesse em viajar foi também observada em Portugal (53%), como na Suécia (60%), Eslováquia (57%),Bélgica (44%), Áustria (38%), Alemanha (35%) e Finlândia (35%).