Menos turistas de longo curso na Europa este Verão

Um estudo sobre viagens na Europa este Verão, elaborado pela ForwardKeys com base em reservas aéreas efectuadas em mais de 200 mil agências de viagens em todo o mundo, assegura que as viagens de longo curso para a Europa tiveram uma caída geral de 0,9% de 1 de Junho a 31 de Agosto.

Esta quebra que chegou aos 9,6% em França, 4,1% na Alemanha, seguidos de outros mercados destacados como o Reino Unido (-1,3%) ou Itália (-2,6%), sem contar com as descidas na Turquia (-26,7%) e na Bélgica (21,4%) das chegadas, foi compensada com os crescimentos de Portugal (+5,2%) e Espanha (+10%), que receberam turistas transferidos de outros países com problemas de segurança, revela o estudo.

A descida generalizada do turismo em 0,9% quebra a tendência habitual dos últimos cinco anos em que as chegadas de visitantes ao continente, vindos de mercados de longo curso, haviam aumentado 6,2% em média neste período do ano.

O estudo aponta ainda que também cresceram outros mercados como a Irlanda (18,1%), a Escandinávia (6,1%) e a Rússia, impulsionados pelos turistas chineses. A desfavorável situação económica no Brasil afectou a procura por viagens à Europa, com caída de 14,7%. O Japão (-18%), os Emirados Árabes (-13%) e a China (-3,7%) foram os mercados que se mostraram mais sensíveis aos temas de segurança na Europa.