Mercado britânico de cruzeiros cresce em passageiros

A Passenger Shipping Association (PSA), a associação britânica que monitoriza a industria dos cruzeiros, estima que em 2012 cerca de 1,72 milhões de britânicos tenham realizado um cruzeiro, 20 mil a mais que em 2011, quando o mercado britânico tinha contabilizado 1,7 milhões de passageiros. As previsões da associação britânica apontam a indústria dos cruzeiros como um dos poucos segmentos turísticos com crescimento no Reino Unido, apesar do incidente com o Costa Concordia, em Janeiro do ao passado, e do clima económico negativo que também afecta o país. “Sem dúvida que a indústria de cruzeiros atravessa um conjunto único de desafios este ano”, afirmou William Gibbons, director da PSA, acrescentando, no entanto, que “os dados do Reino Unido mostram que os cruzeiros têm superado o resto do sector das férias”. Para 2013, a PSA prevê um crescimento de 2% no número de passageiros britânicos de cruzeiros, que deverão chegar aos 1,76 milhões, o que se deve também à chegada de novos navios de cruzeiro. E, de facto, o sector dos cruzeiros tem mantido um forte investimento em novos navios, tendo sido investidos cerca de cinco mil milhões de dólares na construção de seis navios este ano, esperando-se que no próximo ano o investimento atinja os 3,2 mil milhões de dólares noutros seis novos navios. Nos próximos anos, o investimento em novos navios vai manter-se, estimando-se que, até 2015, atinja os 12 mil milhões de dólares. “De certeza que o preço vai continuar a ser a prioridade para os turistas britânicos em 2013 e um cruzeiro é uma das melhores maneiras de ter uma experiência única, independentemente do orçamento”, considerou o responsável. I.M.