Mercado das viagens de luxo acelera crescimento

As viagens de luxo estão a crescer mais que os restantes segmentos de viagens. A conclusão é do estudo Shaping the Future of Luxury Travel encomendado pela Amadeus que revela que as viagens de luxo cresceram 4,5% entre 2011 e 2015 e que na próxima década aumentarão a uma taxa de 6,2% ao ano.  

De acordo com o referido relatório, o segmento das viagens de luxo, em termos de voos business ou primeira classe, cresceu 4,5% ao ano, contra os 4,2% das restantes viagens. Na próxima década o aumento será ainda mais notório e a decalage entre as viagens de luxo e as outras vai aprofundar-se, com as estimativas a apontarem para uma subida anual de 6,2% para as primeiras e 4,8% para as segundas.

Realizado com recurso a dezenas de entrevistados especialistas em viagens de luxo, companhias aéreas, hoteleiros e fornecedores, o estudo conclui que

“a América do Norte e a Europa Ocidental são responsáveis por 64% das viagens de luxo globais” embora este segmento de mercado tenha assistido, na região da Ásia-Pacífico, a um crescimento “mais rápido em geral que a Europa” entre 2011 e 2015, com desaceleração a partir de então.

Outra ideia deixada pelo relatório é que “a taxa de crescimento anual composta no mercado de luxo da Índia de 13% é maior do que qualquer uma das outras nações do BRIC, e é o maior dos 25 países explorados neste relatório”.

Qualidade de serviço, privacidade VIP exclusiva e segurança são algumas das exigências dos que adquirem viagens de luxo, pelo que o relatório considera “essencial evoluir e melhorar a qualidade e serviço padrões da indústria de viagens”.

Neste estudo são identificadas seis tribos de viajantes de luxo para ajudar os fornecedores de viagens a direccionar os seus clientes de luxo no mercado: Always Luxury; Special Occasion; Bluxury; Cash-rich, time-poor; Strictly Opulent; e Independent Affluent.

“Luxo significa diferentes coisas para pessoas diferentes e isso é especialmente verdade nos dias de hoje. Como as classes médias emergentes procuram o aspecto material da viagem de luxo, mercados mais maduros estão sedentos de um novo tipo de luxo. É por isso que oferecer aos clientes uma experiência de luxo pessoal, relevante e exclusiva vai se tornar ainda mais crucial do que é hoje – será um factor de diferenciação entre o velho e o novo luxo “, diz Rob Sinclair-Barnes, director de Marketing Estratégico da Amadeus. O responsável adianta ainda que “explorando as mais recentes tecnologias e inovações para tornar o trabalho da indústria melhor como um todo, é fundamental para alcançar um novo nível de luxo que nunca existiu antes”.