Mercy Hotel quer posicionar-se num “segmento médio-alto”

Aberto desde 20 de Setembro, o Mercy Hotel, boutique hotel de 5 estrelas entre o Bairro Alto e o Chiado, já recebeu clientes de toda a Europa, Estados Unidos e Brasil. As reservas fazem antever uma Primavera/Verão positiva mas, como garantiu ao Turisver.com a sua directora-geral, Teresa Fernandes, a preocupação central é com o preço médio. A heterogeneidade dos clientes que até agora passaram pelo Mercy Hotel “revela que o nosso produto tem aceitação”, assume Teresa Fernandes, que apontou ainda a abrangência da faixa etária dos clientes e o facto de um hotel que, em princípio se pensava estar mais vocacionado para o lazer, estar também a atrair muito corporate: “Até pela localização, pensávamos que iríamos direccionar-nos para o lazer, mas verificamos que temos muitos clientes de negócios, muito corporate”, frisa. No fim do ano o hotel esteve completo pela primeira vez, mas as reservas indiciam já que a Primavera/Verão “vai ser uma boa época”. Não é no entanto a ocupação que move a directora-geral do Mercy, para quem a “principal preocupação” reside no “preço médio”: “Quero posicionar o hotel num segmento médio-alto e não quero entrar em guerras de preço. Há lugar para todos, cada hotel tem o seu tipo de clientes e estamos mais empenhados em construir o nosso posicionamento, em atrair a clientela certa”. Sublinhando que “para um hotel de cinco estrelas com 47 quartos, o caminho não pode ser o preço”, avança que no Mercy, um quarto equivalente ao standard, é vendido a 160,00 euros sem pequeno-almoço e a 190,00 com pequeno-almoço, o que “para um hotel de Lisboa fica já bastante acima da média”, sendo este posicionamento que se pretende seguir. M.F.

(Visited 3 times, 1 visits today)