Miguel Albuquerque: “É fundamental garantir um RevPar elevado”

Na sua intervenção, Miguel Albuquerque respondeu aos reptos lançados por André Barreto, garantindo que a oferta hoteleira não vai ter crescimento excessivo, que os recursos estão acautelados, os espaços públicos a ser recuperados e que a excelência do serviço continua a ser prioridade.

A oferta hoteleira na Madeira vai ter um “crescimento de 1% a 2% ao ano em número de camas”, garantiu o presidente do Governo Regional da Madeira na abertura da XI Conferência Anual do Turismo. Em reposta a André Barreto (ver outra notícia) garantiu que “as unidades que estão a abrir decorrem da requalificação e de unidades que estavam fechadas devido à crise”.

“A nossa meta é um crescimento entre 1% e 2%, com revisão de 30 em 30 meses” porque “o que é essencial é garantir uma taxa de ocupação elevada, que seja esbatida a sazonalidade e que seja assegurada a continua subida do RevPar”, afirmou, para sublinhar que “se queremos continuar a garantir a autenticidade, a qualidade e a excelência do serviço temos que ter a consciência que as unidades hoteleiras não podem estar a canibalizar os postos e trabalho do mercado”. Dito de outra forma, “tem que haver um tempo de qualificação e de formação dos nossos trabalhadores e dos nossos profissionais da hotelaria”.

 

* A Turisver esteve no Funchal a convite da Delegação Regional da Madeira da Ordem dos Economistas

* Leia a reportagem na próxima edição da Turisver