Ministro da Economia: Apesar de “complexo” programa Revive está a avançar

O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, afirmou que apesar de “complexo”, o programa Revive está a avançar, “já com concretização e com obra, com concursos lançados e vai ter, até ao final do ano, mais quase meia dúzia de projectos que estão já prontos”.

Falando à agência Lusa à margem da cerimónia de assinatura do memorando de entendimento do Revive para a reabilitação da Coudelaria de Alter, em Alter do Chão, no distrito de Portalegre, o governante considerou que o programa, envolvendo, na globalidade, a reabilitação de 33 edifícios do Estado, vai contribuir para uma “oferta turística diferenciada”.

O programa Revive, lançado pelos ministérios das Finanças, Cultura e Economia, prevê concessionar a investidores privados 33 imóveis do Estado, com o compromisso de que sejam reabilitados.

Sobre o projecto relativo à Coudelaria de Alter, gerida pela Companhia das Lezírias, Manuel Caldeira Cabral explicou que o concurso para a adjudicação de alguns dos espaços vai ser lançado até ao final deste ano, para acrescentar que “está a ser identificado todo o espaço e está nesta altura a verificar-se que áreas podem ser afectas à hotelaria, que áreas é que serão para outros fins e que áreas vão ficar para os cavalos”, até porque o caderno de encargos estabelece limitações e critérios para que seja um projecto hoteleiro inserido na realidade do espaço que habita a coudelaria.

Coudelaria de Alter do Chão, fundada em 1748 por D. João V, desenvolve actualmente trabalhos de selecção e melhoramento de cavalos Lusitanos e possui uma unidade clínica dotada com todos os meios para o acompanhamento e tratamento médico dos animais, acolhendo, nas suas instalações, entre outras valências, o Laboratório de Genética Molecular.