Ministro da Economia e SET visitaram Complexo da Vista Alegre

Localizado em Ílhavo, o projecto de turismo que vai nascer no Complexo da Vista Alegre prevê um investimento de 14,4 milhões, com o arranque da construção do hotel de 5 estrelas a estar previsto para Janeiro de 2014 e a conclusão para o 1º semestre de 2015. O ministro da Economia, António Pires de Lima, e o secretário de Estado do Turismo, Adolfo Mesquita Nunes, visitaram sexta-feira o projecto de turismo que vai nascer no Complexo da Vista Alegre, em Ílhavo, contando com um investimento de 14,4 milhões de euros. O projecto turístico vai desenvolver-se em três eixos distintos: construção de um hotel, recuperação da capela setecentista de Nossa Senhora da Penha de França e requalificação e ampliação do Museu da Vista Alegre. O hotel, de 5 estrelas, vai resultar da intervenção no Palácio da Vista Alegre e contará com 82 unidades de alojamento. O arranque da obra está agendado para Setembro e a sua conclusão está prevista para o primeiro semestre de 2015, num processo liderado pela Vista Alegre Atlantis / Visabeira. A recuperação da capela setecentista, com projecto aprovado e a aguardar o lançamento do concurso público, vai conta com um investimento de 900 mil e envolverá o espaço e restantes áreas ajardinadas, num processo liderado pela Direcção Regional de Cultura do Centro. A requalificação e ampliação do Museu da Vista Alegre, apresenta um projecto de valorização cultural que ascende a 2,5 milhões de euros. O concurso público desta obra está em curso, estando para breve a sua adjudicação, num processo liderado pela Câmara Municipal de Ílhavo. A obra abrange toda a frente da fábrica (fachada principal voltada para o terreiro), edifícios do actual Museu e Loja (voltados para o jardim do fundador e Capela) e edifício da antiga creche. Contempla ainda a reabilitação do Teatro da Vista Alegre e das seis habitações agregadas, nas quais se vai instalar um laboratório de produção cultural multimédia, objecto de uma candidatura no âmbito da Rede Urbana para a Competitividade e Inovação da Região de Aveiro, financiada pelo Programa Operacional da Região Centro com um investimento de 400 mil euros, num processo liderado pela Câmara Municipal de Ílhavo. M.F.

(Visited 1 times, 1 visits today)