Ministro da Economia na FITUR: Portugal vai reforçar aposta no mercado espanhol

Trinta por cento foi quanto cresceram as acções de promoção turística de Portugal em Espanha em 2017, o que levou o ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, que esta quarta-feira esteve na abertura da FITUR, em Madrid, a tecer largos comentários sobre o mercado espanhol.

Segundo o ministro, “em 2017 já apostámos muito” no mercado espanhol e “em 2018 vamos apostar ainda com mais força” porque este “é um mercado que está muito forte e em crescimento”.

O mercado espanhol, para além do aumento do número de turistas, está mais «apetitoso» no caso de Portugal, já que tem, sobretudo, crescido muito em valor, o que levou Caldeira Cabral a afirmar que “o turismo espanhol está a demonstrar que está a descobrir Portugal, não apenas como destino de proximidade mas como um destino sofisticado, um destino de qualidade, e a procurar alojamento de 4 e 5 estrelas”.

Quanto a possíveis cativações orçamentais para a promoção turística, o governante deixou a ideia de que a promoção vai continuar “quer pelos circuitos tradicionais, quer pelas visitas de jornalistas de turismo a Portugal, quer na promoção online, quer em feiras”, sublinhando a propósito que a presença na FITUR é de grande importância, ainda mais este ano em que o país tem uma participação recorde.

Na FITUR Portugal está representado pelas sete regiões turísticas, 76 empresas e 5 startups, “a maior delegação de sempre” e “com empresas de todo o tipo”, referiu o ministro, acrescentando que “temos aqui empresas que estão a atender clientes, a fazer negócios, a trabalhar para que 2018 e 2019 sejam anos mais fortes”.

Na abertura da feira, o ministro da Economia defendeu ainda que Portugal e Espanha devem colaborar na oferta conjunta dos dois destinos turísticos junto de mercados longínquos, como o norte-americano e o asiático.

Recorde-se que até Outubro, segundo os dados disponíveis, Portugal recebeu cerca de 1,5 milhões de hóspedes espanhóis, +2,4% que em igual período de 2016, que no entanto originaram mais 20,7% de receitas.

*Turisver.com na FITUR, em Madrid, com o apoio do Turismo do Alentejo