MSC Cruzeiros cresceu 7,8% em Portugal e atinge objectivos

Com uma quota de mercado em Portugal de cerca de 40%, a MSC Cruzeiros cresceu 7,8% no nosso país em 2017, tendo transportado mais de 22 mil passageiros, quando em 2016 tinha movimentado 20.542 pessoas.

De acordo com a companhia, os itinerários mais procurados pelos portugueses continuam a ser os do Mediterrâneo (cerca de 41% do total dos passageiros) e o Norte da Europa (cerca de 33%), sendo os cruzeiros com saídas e chegadas a Barcelona, Veneza, Kiel ou Copenhaga os mais vendidos. Por outro lado, as saídas e chegadas a Lisboa, com cerca de 18% do total dos passageiros, continuam a ser uma grande aposta da MSC Cruzeiros, que apresentou em 2017 uma operação com saída e chegada a Lisboa entre Setembro e Outubro, a bordo do MSC Magnifica. Igualmente, destinos como Cuba e as Caraíbas ou os itinerários pelos Emirados Árabes Unidos são cada vez mais procurados.

Ao comentar estes resultados, Eduardo Cabrita, director geral da MSC Cruzeiros em Portugal, afirma que “2017 foi, sem dúvida, uma ano extremamente positivo, de orgulho e crescimento para nós, não só para a MSC Cruzeiros, mas para a MSC Cruises global”, para destacar que foi o ano que marcou “o início do nosso novo projecto de expansão com o lançamento dos primeiros dois protótipos do plano de investimento, que nos permitirão duplicar a nossa frota de 12 para 24 navios e triplicar a nossa capacidade em passageiros até 2026, em qualquer um dos mercados europeus”, lembrando ainda que foram inaugurados os novos e ultramodernos MSC Meraviglia, em Junho, e MSC Seaside em Novembro, “proporcionando aos portugueses a oportunidade única de conhecer em primeira mão estes navios, os primeiros das suas classes, nas suas viagens inaugurais”.

O responsável considerou que no mercado português “atingimos todos os objectivos previstos para este ano, somos líderes de mercado pelo quinto ano consecutivo em Portugal e continuamos a inovar seja em novos destinos, portos e itinerários, como com o lançamento do segundo MSC World Cruise que terá início em Janeiro de 2020”

Refira-se que, com 14 navios actualmente na frota, a MSC Cruzeiros vai inaugurar o segundo da classe Seaside – o MSC Seaview – em Junho, que trará uma maior capacidade ao mercado europeu e que ficará a navegar pelo Mediterrâneo Ocidental todo o Verão.

Em Portugal, 2018 será, para Eduardo Cabrita, “o ano em que vamos voltar à nossa operação no Funchal ao fim de três anos, vamos dar início a uma série de escalas no porto de Leixões e vamos também continuar com a nossa operação com cruzeiros com partida e chegada a Lisboa a bordo do MSC Preziosa entre Setembro e Outubro.”