Museu Nacional de Arte Antiga acolhe mais de 100 mil visitantes no primeiro semestre

O Museu Nacional de Arte Antiga, em Lisboa, recebeu durante o primeiro semestre deste ano um total de 103.614 visitantes, um aumento de 22 mil entradas face ao mesmo período de 2015.

Criado em 1884, o museu reúne uma colecção de pintura, escultura, artes decorativas portuguesas, europeias e da Expansão Marítima Portuguesa, desde a Idade Média até ao século XIX.

Para António Filipe Pimentel, director do museu, este aumento de visitantes mostra o reconhecimento por parte do público da relevância do espaço e das suas colecções, e é também fruto do enorme esforço que vem sendo feito por toda a equipa do museu no estudo, conservação, e divulgação do seu acervo.

A 14 de Junho último, o museu inaugurou a nova exposição permanente de pintura e escultura portuguesa, após obras de renovação do terceiro piso, que duraram seis meses.

No percurso expositivo, que reúne um conjunto de 243 obras, na maioria pintura (152 peças) e um terço de escultura (91 peças) de autores portugueses, do século XIV ao XIX, foi introduzido um novo tipo de iluminação, mobiliário e narrativa que cruza as duas expressões artísticas.

Também foi incluído, depois de um restauro, o quadro “A Adoração dos Magos”, do pintor Domingos Sequeira (1768-1837), adquirido em Maio pelo museu, após uma campanha pública que reuniu 600 mil euros necessários para a compra a privados.