Nave da Estufa Fria inaugurada após remodelação

A Casa do Marquês investiu cerca e dois milhões de euros na recuperação da Estufa Fria, que surge agora como novo espaço multiusos da cidade de Lisboa, onde pode ser realizado qualquer tipo de evento. O processo de recuperação dos espaços que integram a Estufa Fria vai prolongar-se até Março, envolvendo um investimento global de cerca de 2 milhões de euros. As obras foram divididas em três fases, tendo começado pela renovação da Nave, que reabriu a 12 de Junho. Numa segunda fase as obras serão centradas na criação de um Centro de Interpretação, ficando para uma terceira etapa a recuperação da Estufa Quente. Agora inaugurada, a Nave da Estufa Fria, um espaço multiusos com 800 m2, está agora disponível para a realização de qualquer tipo de evento (festas, casamentos, conferências, congressos, entre outros), sendo que o Grupo Casa do Marquês, que opera na área do catering e organização de eventos, adquiriu, já este ano, a concessão comercial da Estufa Fria por um prazo de 30 anos, em concurso lançado pela Câmara Municipal de Lisboa. ?Este não é um projecto fechado e queremos associar outros parceiros na Estufa Fria. Temos a convicção que este é um dos espaços verdes mais aprazíveis da capital, e estamos fortemente apostados na sua revitalização e na sua dinamização enquanto importante pólo turístico da cidade”, afirma José Eduardo Sampaio, presidente da Casa do Marquês. Recorde-se que a Estufa Fria de Lisboa é um espaço onde se pode desfrutar de agradáveis momentos por entre lagos, cascatas, regatos, obras de estatuária, e centenas de espécies de plantas de todo o mundo. M.F.