Nova plataforma tecnológica torna Aeroporto de Lisboa mais eficiente

O Aeroporto de Lisboa vai tornar-se mais eficiente com o lançamento de uma plataforma tecnológica, que vai permitir partilhar informação relevante e adoptar processos coordenados.

Os parceiros envolvidos neste projeto CDM (Collaborative Decision Making) são a ANA Aeroportos de Portugal (VINCI Airports), NAV, TAP, Portway e Groundforce, cujo acordo foi assinado esta segunda-feira, em cerimónia presidida pelo secretário de Estado das Infraestruturas Guilherme W. d’Oliveira Martins.

Há alguns anos que todas estas companhias estão comprometidas com a implementação do Airport  Collaborative  Decision  Making, um dos pilares tecnológicos do Single European Sky, cujo grande objectivo é organizar o espaço aéreo europeu em blocos funcionais e não tanto pelas fronteiras nacionais dos vários países. Isto para conseguir acomodar em condições de seguranças os crescimentos de tráfego aéreo previstos.

Após terem já sido feitos os primeiros testes operacionais que demonstraram a grande potencialidade desta nova forma de partilha e trabalho colaborativo, o projecto arranca agora de forma definitiva.