Novo Terminal de Cruzeiros posiciona Lisboa na “corrida” à 1ª liga dos portos de cruzeiros

A inauguração, esta sexta-feira, do novo Terminal de Cruzeiros de Lisboa, abre portas a que a capital portuguesa ascenda à “primeira liga dos principais portos de cruzeiros a nível mundial”. A afirmação é de Ana Paula Vitorino, ministra do Mar, proferida na cerimónia de inauguração.

“Lisboa pode assumir-se como legítima candidata à primeira liga dos principais portos de cruzeiros a nível mundial”, afirmou Ana Paula Vitorino para quem a inauguração do Novo Terminal de Cruzeiros de Lisboa marca o início de “uma nova missão e uma nova fase de exigência” que passa por “atrair mais navios e mais passageiros de cruzeiros, designadamente em operações de turnaround, para a cidade de Lisboa”, situação que irá contribuir também “para que mais visitantes conheçam a cidade e a região de Lisboa”.

Sublinhando que “o objectivo estratégico de desenvolvimento do turismo de cruzeiros no porto de Lisboa (…) foi “uma mais-valia para a economia nacional e da região de Lisboa”, Ana Paula Vitorino destacou também o impacto económico do turismo de cruzeiros na cidade em 2016, que ascendeu “a cerca de 30 milhões de euros, resultado dos cerca de 523 mil passageiros de cruzeiros recebidos no Porto de Lisboa”.

Projectado pelo arquitecto João Luís Carrilho da Graça, o novo Terminal de Cruzeiros de Lisboa ocupa uma área de 65.000 m2, incluindo um cais de 1.490 metros de comprimento com capacidade para acolher navios até 12 metros de calado e uma área coberta de 13.800m2, distribuída pelos três pisos da gare de passageiros, terraço panorâmico e um interface de transportes, além de zonas ajardinadas que foram pensadas para a realização de eventos culturais.