Novo Vila Galé Porto Ribeira homenageia a pintura e funciona com conceito “paper free”

O Vila Galé Porto Ribeira, que acaba de abrir portas na Invicta, faz uma homenagem a pintores famosos não só portugueses como de todo o mundo, que diferencia os quartos e as áreas comuns, e funciona com um conceito “paper free”, onde a utilização das novas tecnologias é rei e o uso do papel é cada vez mais reduzido desde a hora do check-in, passando pelo pedido de diversos serviços, ou seja, o relacionamento interno, com hóspedes e com fornecedores funciona através de soluções mobile, com recurso a tablets, smartphones, mas também aos televisores dos quartos e através da internet e do correio electrónico.

Com este conceito, por exemplo, o check in é feito através de tablets, que permitem também consultar preçários, conhecer promoções ou preencher os questionários de satisfação. Nos quartos, a informação que habitualmente está disponível em papel, passa a ser apresentada através da TV, num portal com conteúdos exclusivo. Todas as ementas estão online, numa página criada para o efeito, e podem ser consultadas através do smartphone. A recolha de assinaturas e validação de documentos, a apresentação de contas e a entrega de facturas é feita electronicamente.

Sem perder a tradição que caracteriza as unidades do Grupo Vila Galé em Portugal e no Brasil, esta é a mensagem de comercialização que o Vila Galé Porto Ribeira pretende passar ao mercado, segundo Bernardo Mesquita, director de operações adjunto do Grupo, que falava aos jornalistas na apresentação da nova unidade hoteleira. Este conceito “é claramente um tudo de ensaio que tem em perspectiva as próximas aberturas”, para acrescentar a uma questão formulada pelo turisver.com que o paper free “vem ao encontro desta cultura mais tecnológica, de menos consumo, mais ecológica  e públicos mais despertos para estas dinâmicas”.

Por outro lado, o 28º hotel do Grupo Vila Galé, o segundo no Porto e o terceiro no Norte do país diferencia-se dos seus irmãos ao criar um lounge, de nome Almada Negreiros, onde funciona a recepção, o bar, o serviço de pequenos-almoços e onde são serviços snacks. Trata-se, de acordo com Bernardo Mesquita, “de uma zona de partilha entre os clientes. É um hotel Vila Galé que não tem Spa, que não tem salas de reuniões, mas que tem este conceito que aproxima estas gerações, que serve de ponto de encontro de check-in, check-out, de pequenos-almoços, esta proximidade com os clientes, entre os clientes, e de convívio, neste conceito mais moderno de hotel de cidade”.

Aos jornalistas, Bernardo Mesquita e Natália Oliveira, directora do hotel, avançaram que perspectivam excelentes ocupações para a unidade, que abriu a 1 de Outubro e já esteve completamente cheios em alguns dias. Refiram igualmente que o volume de reservas tem decorrido a bom ritmo, observando-se mercados como o nacional, muito fidelizado ao Grupo hoteleiro, mas também o inglês e o francês, que estão a crescer cada vez mais no Porto e no Norte de Portugal. O individual corporate e o individual lazer serão as tipologias dos hóspedes.

O hotel, que resulta da reabilitação de quatro edifícios, num investimento superior a cinco milhões de euro, tem na localização outro dos elementos distintivos, permitindo desfrutar da proximidade com o Rio Douro e tirando partido da zona ribeirinha da cidade. Em pleno Cais das Pedras, próximo da Alfândega do Porto e a poucos minutos das principais atracções turísticas, este hotel de quatro estrelas tem 67 quartos, 14 dos quais com vista para o rio Douro. É no lounge Almada Negreiros, que das 11h00 às 00h00, funciona o bar, com esplanada junto ao rio e um pátio interior. Aberto ao público, oferece uma carta com snacks composta por sanduíches, tostas, wraps, saladas, tábuas de queijo e enchidos, com assinatura do chef executivo da Vila Galé, Francisco Ferreira, a par de uma carta de bebidas.

Garagem, lavandaria, acessos para pessoas com mobilidade reduzida e recepção 24 horas são outros dos serviços disponíveis no Vila Galé Porto Ribeira, que tem como tema principal a pintura. Desde o Renascimento ao Contemporâneo, no lounge e na recepção há quadros que recordam pintores nacionais e utensílios alusivos à temática. Os corredores de cada piso explicam os vários estilos desta forma de arte. E as paredes de todos os quartos são diferentes, com quadros famosos de vários pintores.

Actualmente, o grupo está a desenvolver outros cinco projectos, designadamente, o Vila Galé Sintra, o Vila Galé Braga, o Vila Galé Elvas e o Vila Galé Serra da Estrela e ainda um resort em Touros, no Brasil (Rio Grande do Norte), todos com aberturas previstas ao longo de 2018.