OESTE CIM reúne amanhã para debater alteração da Lei das ERTs

A Comunidade Intermunicipal do Oeste (OESTE CIM) tem agendada para amanhã uma reunião, para a qual vai convidar as suas congéneres do território ?Oeste e Vale do Tejo? para debater a alteração à Lei das ERTs que coloca o Oeste na região Centro de Portugal. A informação foi veiculada em comunicado assinado pelo presidente do Turismo do Oeste, António Carneiro. No comunicado, que tem como título ?Oeste passa para o centro??, o presidente da Turismo do Oeste insurge-se contra a saída do Oeste da região de Lisboa e Vale do Tejo e a sua integração na região Centro de Portugal, conforme estabelece o art. 37º do Decreto da Assembleia 131/XII, publicado a 1 de Abril. A alteração leva a que, sublinha António Carneiro, o Oeste saia da região de Lisboa e Vale do Tejo ?onde sempre esteve (a ATL sempre foi a nossa ARPT) para, por artes mágicas, ir para o Centro?. Sublinhando que ?nem os partidos da maioria fizeram qualquer alteração a esse artigo?, o presidente do Turismo do Oeste diz que, por via desta modificação da Lei, a região Centro irá estender-se ?de Ovar à Arruda dos Vinhos?, deitando-se ?por terra o PNPOT (Programa Nacional para a Politica de Ordenamento do Território ? documento matriz de todo o ordenamento/desenvolvimento regional) e o PROT OVT (Plano Regional de Ordenamento do Oeste e Vale do Tejo) ?, documentos onde ?é claramente definida a estratégia e vocação do Oeste (também em termos turísticos) como território charneira da Área Metropolitana de Lisboa!?. A propósito, António Carneiro questiona: ?Em nome de que desígnio a Lezíria do Tejo passa a ser promovida com a marca Alentejo e p.ex. os 7 campos de golfe do Oeste e os seus Hotéis 5 estrelas como ?Golfe no Centro???. No comunicado, que informa da reunião da OESTE CIM marcada para amanhã ?tendo sido convidadas as suas congéneres do território ?Oeste e Vale do Tejo??, o presidente da Turismo do Oeste avança ainda que ?tudo se fará, mesmo usando vias judiciais, para desmontar esta situação e repor a verdade legal e turisticamente?. M.F.

(Visited 3 times, 1 visits today)