OMT dá prioridade à inovação no Turismo

A nova direcção da OMT pretende dar prioridade à inovação no turismo, pelo que vai activar uma estratégia global com projectos de investimento, centros de empreendedorismo, alfabetização tecnológica e transformação digital.

Segundo a directora executiva de Inovação da Organização Mundial do Turismo, Natalia Bayona, que falava na inauguração da jornada “Global Tourism Tech Innovation Summit 2018”, em Marbella, citada pela Agência EFE, “o que pretendemos é ajudar e apostar a que os estados membros criem os seus próprios ecossistemas de empreendedorismo e inovação”.

A OMT conta actualmente com cinco projectos para desenvolver a inovação no sector. Um deles visa a criação do primeiro hub de inovação a nível turístico. “Queremos criar um local que pode acolher as melhores startups a nível mundial, ter os melhores fundos de capital de risco e as melhores empresas.

Outro projecto é organizar fórums de investimento e tecnologias. Para tal, a OMT conta com comissões regiões repartidas entre América, Ásia, Médio Oriente, África e Europa.

Criar uma rede de líderes de inovação turística a nível global, que permita gerar uma agenda coerente é outra das apostas do organismo ao nível da inovação.

A transformação digital de 150 países com a criação de guias básicos com histórias de sucesso para fazer não só destinos sustentáveis, mas transformar digitalmente, usar big data, robótica e inteligência artificial para gerar empregos do futuro, é outro dos objectivos apontados pela OMT nesta matéria.