OMT e China reforçam cooperação

Durante uma reunião em Madrid, o presidente da administração nacional de turismo da China e o secretário-geral da OMT acordaram no reforço da cooperação entre ambas as entidades, tendo em vista alcançar os objectivos de desenvolvimento turístico da China. Considerado pelo governo central como um dos pilares da economia chinesa, o turismo está em evolução num país onde a batalha se trava agora no campo da qualidade e da sustentabilidade. Para o responsável de turismo da China, o turismo cresceu significativamente no país ao longo dos últimos anos em termos de turismo mas nos próximos anos devera centrar-se na diversificação dos produtos turísticos, na protecção ambiental na qualidade da mão-de-obra e na primazia da qualidade. Neste caminho para a qualidade e a sustentabilidade, a Organização Mundial do Turismo está disposta a ajudar, já que Taleb Rifai, secretário-geral da OMT, entende que “não pode haver crescimento turístico sem responsabilidade e sustentabilidade”. Por isso agrada à OMT que a China, “um dos maiores destinos turísticos e mercados emissores do mundo, esteja decidida a que a qualidade e a sustentabilidade estejam no cerne da sua política turística” O responsável chinês avançou ainda que o governo, e em particular a administração nacional de turismo irá continuar a promover as viagens dos cidadãos chineses ao estrangeiro, nomeadamente à Europa. Recorde-se a propósito que o ano passado foram 80 milhões os chineses que viajaram para o estrangeiro, tendo sido registadas mais de 2.900 milhões de viagens internas. M.F.