OMT e OACI vão cooperar nos domínios da aviação e turismo

A Organização Mundial do Turismo e a Organização da Aviação Civil Internacional assinaram ontem uma declaração especial conjunta sobre aviação e turismo, reconhecendo a intenção dos dois organismos das Nações Unidas de encetarem uma cooperação mais estreita em assuntos prioritários comuns. A declaração ontem assinada aponta já algumas áreas que requerem uma maior cooperação entre ambas as entidades, como sejam a facilitação de vistos, os impostos, a modernização dos regulamentos da aviação e o desenvolvimento de regras convergentes para viajantes e a protecção de empresas. Outras das áreas mencionadas têm a ver com a gestão de fluxos de passageiros nos aeroportos, a capacidade aérea para os países menos desenvolvidos e a continua redução dos impactos ambientais que resultam das viagens aéreas. “Políticas sectoriais independentes sobre transporte aéreo e turismo dão origem a uma desconexão fundamental e, com demasiada frequência, conflituosa, que constitui uma grave limitação para o desenvolvimento das viagens no mundo”, afirmou o secretário-geral da OMT, Taleb Rifai. O responsável acrescentou que a assinatura deste documento surge num momento decisivo “em que o transporte aéreo e o turismo seguem uma trajectória comum em assuntos de mútuo interesse com consideráveis benefícios recíprocos”. M.F.