OMT procura melhores métodos para medir turismo

Novas metodologias que permitem medir na sua totalidade o impacto do turismo serão analisadas durante a sexta edição da Conferência Internacional da OMT sobre estatísticas, que terá lugar em Manila (Filipinas) de 21 a 24 de Junho.

O evento, que se realiza no âmbito do Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento, vai abordar também questões sobre a medição do turismo sustentável.

Com o apoio da Divisão de Estatística das Nalões Unidas, a iniciativa da Organização Mundial do Turismo servirá de plataforma para discutir o primeiro esboço com vista à medição do turismo sustentável e a sua futura aplicação.

As Filipinas converteram-se numa referência na região no que se refere à medição do turismo, e é um modelo de colaboração inter-institucional de desenvolvimento de estatísticas de turismo. O compromisso do país, demonstrado na elaboração da conta satélite do turismo, explica a decisão de acolher o debate sobre esta temática.

A conferência abrirá com uma mesa redonda ministerial cujo objectivo é harmonizar os esforços de sensibilização dos governos em relação à importância de contar com dados integrados e fiáveis para gerir e impulsionar o sector turístico mais sustentável, seguindo-se um painel de institutos de estatísticas que oferecerá a oportunidade de trocar experiências e práticas aplicadas à escala mundial, regional e nacional.

Outras sessões técnicas centrarão as discussões na necessidade de entender os dados, o vínculo entre a dimensão económica, ambiental e social do turismo sustentável.

Para além de líderes políticos, especialistas em estatística e sector privado, participam nos debates representantes de organizações internacionais como a Organização Internacional do Trabalho (OIT), a Organização de Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), a Divisão de Estatística das Nações Unidas (UNSD) e a Eurostat.