OMT alerta: Subida do preço do petróleo pode afectar o turismo este ano

Embora ainda não se esteja a notar o seu impacto nas viagens, que continua a subir tanto em número de turistas como no tráfego aéreo, o secretário-geral da OMT alerta que a subida do preço do petróleo é um dos factores que pode afectar o turismo este ano.

Zurab Pololikashvili prevé que o número de turistas no mundo cresça este ano apenas 3%, percentagem que se encontra ligeiramente abaixo das estimativas avançadas pela OMT no início do ano, que apontavam para crescimentos entre 4% e 5%. Em 2017 as viagens internacionais totalizaram 1.322 milhões de turistas, um aumento de 7% face ao ano anterior.

O secretário-geral da OMT, que falava aos jornalistas no âmbito da apresentação do II Congresso Mundial de Destinos Turísticos Inteligentes,  que se realiza na cidade espanhola de Oviedo (Astúrias) de 25 a 27 de Junho, referiu que as previsões apontam para um crescimento da economia mundial entre 2% e 3% este ano, o que “nos dá esperança” de que também o turismo termine com dados positivos, impulsionados, principalmente pelos mercados chinês e indiano, que estão cada vez mais activos.

Por outro lado, lembrou que os destinos como a Turquia, Tunísia e Egipto, afectados nos últimos anos por problemas geopolíticos e de segurança, estão a recuperar e a fazer um bom trabalho de promoção. A OMT espera que os três destinos voltem este ano a números de turistas internacionais verificados em 2010, o ano mais positivo para todos eles, embora o objectivo seja que cresçam um pouco mais.