OMT vai certificar os projectos portugueses Revive e Portuguese Trails

A OMT vai certificar dois projectos portugueses apontados como boas práticas para o turismo sustentável. São eles o programa Revive e os Portuguese Trails, caminhos pedestres, de bicicleta e a cavalo.

O anúncio foi feito pela secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, e pelo secretário-geral da Organização Mundial do Turismo, Taleb Rifai, na cerimónia de assinatura, em Lisboa, do Memorando de Adesão ao Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento, uma iniciativa da Assembleia Geral das Nações Unidas e da OMT, que se celebra este ano.

Ana Mendes Godinho anunciou, igualmente, que “vamos aproveitar o Dia Mundial do Turismo este ano para celebrar e lançar outras acções concretas sobre o turismo sustentável, nomeadamente o observatório de sustentabilidade do Alentejo, em colaboração com a OMT, que pode ser um projecto-piloto muito interessante para depois ampliar para o resto do país”.

De acordo com a secretária de Estado do Turismo, realçou que Portugal, através dos programas Revive e do Portuguese Trails “está em linha com o objectivo sustentabilidade definido pela OMT”.

Por outro lado, a governante disse que aproveitou a visita de Taleb Rifai a Lisboa para mostrar que Portugal quer afirmar-se cada vez mais como destino de turismo sustentável nas várias vertentes, incluindo também a inovação e o empreendedorismo”, e que pode constituir-se como “um hub para este tipo de turismo, mas na sua óptica da sustentabilidade social, cultural e económica”.

Entretanto, o secretário-geral da OMT, que visitou pela primeira vez a Madeira na quarta-feira, a um convite do secretário regional Eduardo Jesus, revelou, em Lisboa que o primeiro-ministro português, António Costa, é a personalidade escolhida pela OMT para principal convidado e orador da Assembleia Geral da Organização Mundial do Turismo (OMT) que se realiza em Setembro na China.