Ordem propõe existência de enfermeiros a bordo dos aviões

A proposta foi apresentada em Bruxelas ao comissário europeu Carlos Moedas pela bastonária da Ordem dos Enfermeiros (OE). Na base da proposta está o projecto “Care4flight”, desenvolvido pela Ordem, que vai ser levado ao Parlamento Europeu.

Segundo noticia o site da Ordem dos Enfermeiros (www.ordemenfermeiros.pt), a Bastonária e o vice-presidente da ordem foram recebidos esta quarta-feira em Bruxelas por Carlos Moedas, comissário europeu para a Investigação, Ciência e Inovação. Um dos objectivos da reunião foi a apresentação do projecto “Care4flight”, que prevê que as companhias aéreas integram enfermeiros nos seus voos.

De acordo com o site da OE, este projecto foi criado por um enfermeiro que tem também uma licenciatura em gestão aeronáutica, tendo sido posteriormente desenvolvido pela própria Ordem dos Enfermeiros.

O mesmo site adianta ainda que o projecto que prevê a presença de enfermeiros nos aviões, durante os voos, vai seguir para apresentação no Parlamento Europeu.

Ana Rita Cavaco, Bastonária da Ordem dos Enfermeiros, citada no site, explica que “a existência de enfermeiros a bordo dos aviões tem o efeito de evitar mortes que são desnecessárias”. Segundo a responsável esta é também uma forma de reduzir os custos das companhias aéreas quando algo acontece a bordo, motivando, muitas vezes, aterragens de emergência.

“A ideia é que cuidados necessários a bordo de um avião sejam prestados por enfermeiros, que terão uma formação específica”, acrescenta a bastonária, adiantando que a Ordem admite até a criação de uma competência acrescida em “enfermagem de voo”.