Palácio dos Condes da Ribeira Grande vai dar lugar a hotel de 5 estrelas

Vai ser discutida na reunião camarária desta quinta-feira, a proposta de “homologação favorável condicionada” para adaptação do antigo Palácio dos Condes da Ribeira Grande, na rua da Junqueira, a unidade hoteleira e espaço de exposições.

O projecto de ampliação do antigo Palácio dos Condes da Ribeira Grande para uma unidade hoteleira de cinco estrelas, na rua da Junqueira, poderá ser viabilizado nessa reunião do executivo municipal de Lisboa, de acordo com a ordem de trabalhos tornada pública.

O vereador do Urbanismo, Manuel Salgado, propõe “a homologação favorável condicionada” da informação prévia para a “reabilitação e ampliação” do antigo Palácio dos Condes da Ribeira Grande, capela e edifício de gaveto para “unidade hoteleira de cinco estrelas e a construção de um outro corpo destinado a museu”.

A proposta, segundo a agência Lusa, estabelece que a decisão fica condicionada aos pareceres da Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC), que obriga a sondagens arqueológicas, e do Turismo de Portugal, acautelando o cumprimento da legislação das acessibilidades.

O projecto, com a área de 8.291,45 metros quadrados (m2) destinada a hotel e de 1.162 m2 para equipamento, prevê que a unidade hoteleira tenha 128 camas, em 64 unidades de alojamento (duas suites, 56 quartos duplos e seis apartamentos em estúdio).

O edifício do Palácio dos Condes da Ribeira Grande, na freguesia de Alcântara, chegou a ser utilizado como espaço de ensino (colégios Arriaga e Novo de Portugal, liceus D. João de Castro e Rainha D. Amélia). Perto do Hospital Egas Moniz e da Cordoaria, terá sido construído nas primeiras décadas do século XVIII e possui o interior muito deteriorado.