PAN: Propostas eleitorais para o turismo

Não tem programa para o turismo, seja em capítulo ou sub-capítulo, mas ainda assim tem algumas propostas, como o aumento do IVA na hotelaria, a eventual limitação à construção de alojamentos turísticos, nomeadamente hotéis, a suspensão do Montijo, entre outras.

Uma das propostas mais conhecidas das gentes do turismo é a que se refere ao aumento da taxa de IVA sobre o alojamento nos estabelecimentos hoteleiros, de 6% para 10%. O objectivo é que as verbas assim arrecadadas sirvam ara reforçar o orçamento da cultura. Ou seja, o PAN propõe que “a actividade turística passe a financiar directamente aquilo de que beneficia – as actividades e produção culturais, bem como o património”.

No que toca à hotelaria, o PAN não se fica por aqui e propõe que seja avaliado o seu impacto nas áreas urbanas e se este for negativo defende “a eventual limitação e suspensão de autorização de novos estabelecimentos hoteleiros”.

Nos transportes, o Partido Pessoas – Animais – Natureza quer “suspender a construção do novo aeroporto” no Montijo e “apostar no aeroporto de Beja como alternativa”, além de pretender impor “quotas para navios de turismo [cruzeiros] nos portos portugueses”.

Propõe igualmente incentivos à “recuperação de construções com valor arquitectónico e histórico para habitação própria ou turística – casas de xisto, abrigos de guardas florestais, escolas primárias, estações de correio” e a criação de roteiros, em conjunto com o Turismo de Portugal.

*Leia o artigo na íntegra na edição da revista Turisver que se encontra online.