“Passamos a ter dados fiáveis que demonstram importância do turismo na economia”, diz secretária de Estado

A secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho classificou de “um dia marcante” o relançamento da Conta Satélite do Turismo, realçando que “passamos a ter dados fiáveis que demonstram a importância do turismo na economia nas suas várias vertentes”.

Em declarações aos jornalistas, esta quinta-feira, em Lisboa, à margem da sessão de apresentação do Inquérito ao Turismo Internacional referente a 2016 e Conta Satélite do Turismo com informações de 2014 a 2015 e algumas estimativas de 2016, Ana Mendes Godinho afirmou que “voltamos a ter fontes de informação fundamentais para a nossa actividade turística e para a leitura global da economia no país”, que reconhece a importância da informação para o sector poder “planear, agir e corrigir”. Estamos a criar formas para todos terem acesso a informação, para fazermos o melhor pelo nosso país”.

A secretária de Estado do Turismo lembrou que “estes números são uma fonte de informação fundamental da actividade turística e permitem-nos escalar no ranking da competitividade”, para indicar que, por falta deste tipo de análises, Portugal tinha deixado de fazer parte do ranking da Organização Mundial do Turismo (OMT), mas “vamos poder voltar”, além do que “da última vez que lá estivemos ocupávamos o 35º lugar, e agora conseguiremos chegar ao top 20”.

Perante os resultados, que não surpreenderam, a governante classificou-os de “fantásticos para Portugal”. Refira-se que a Conta Satélite do Turismo, elaborado pelo INE, em parceria com o Banco de Portugal e o Turismo de Portugal, revela que a importância que o sector tem para o nosso país é de 12,5% do PIB e 7,1% do valor acrescentado bruto (VAB).