Património vulcânico da ilha do Pico reunido em livro

O património vulcânico da ilha do Pico, nos Açores, onde foram inventariadas 160 cavidades vulcânicas, num total de cerca de 300 conhecidas no arquipélago, acaba de ser reunido em livro.

Intitulada “No ventre sagrado da ilha”, a obra e editada apenas em português pelo Observatório Vulcanológico e Geotérmico dos Açores e reúne centenas de fotografias e algumas gravuras das cavidades vulcânicas existentes no Pico.

As cavernas vulcânicas são uma espécie de veias de lava da montanha, onde a lava circulou e há de circular durante os próximos séculos, aumentando o tamanho da ilha.

O livro tem também por objectivo prestar homenagem ao espeleólogo picaroto Albino Terra Garcia, pela sua obra ao nível da descoberta e salvaguarda das cavidades vulcânicas existentes na ilha, onde está o ponto mais alto de Portugal, a montanha do Pico, com 2.351 metros de altitude.

Das quase 300 cavidades vulcânicas naturais (tubos de lava e algares vulcânicos) conhecidas, actualmente, nos Açores, nem todas são visitáveis ou estão abertas ao público em geral.