Pedro Costa Ferreira: transposição da directiva “corresponde ao que foi dialogado”

A transposição para a lei portuguesa da nova directiva europeia das viagens organizadas, aprovada em Conselho de Ministros a 25 de Janeiro “corresponde ao que foi dialogado, não tivemos surpresas nem esperávamos tê-las”, afirmou o presidente da APAVT, à margem da tomada de posse da nova administração da Go4Travel, esta quinta-feira, 1 de Fevereiro.

Em conversa com jornalistas do trade, Pedro Costa Ferreira voltou a sublinhar que existiu um “diálogo claro” entre a APAVT e a Secretaria de Estado do Turismo que “foi vertido no documento que saiu”. Não obstante a consciência de ter sido “feito um bom trabalho”, o presidente da APAVT reconhece que “todos sabemos que temos pela frente uma nova realidade que é mais exigente por força da nova directiva”.

Quanto ao Fundo de Garantia das Viagens e Turismo, e sem querer adiantar pormenores uma vez que a legislação ainda não foi publicada, Pedro Costa Ferreira recordou que a APAVT tinha “uma risca vermelha na negociação: que novos valores não poderiam ser exigidos aos agentes de viagens decorrentes da transposição e isso foi cumprido, não estamos preocupados”. O que existe ao nível do Fundo de Garantia, precisou, “são alterações de forma que não implicam, no momento, contribuições para o fundo”.