Pires de Lima diz que ?tudo fez? para baixar IVA na restauração

Logo após a apresentação do OE 2014 pela ministra das Finanças, ontem à noite, o sector da restauração, confrontado com a manutenção da taxa de IVA a 23%, exigiu uma palavra do ministro da Economia. Hoje, Pires de Lima proferiu essa palavra, garantiu que ?tudo fez? para que a redução acontecesse mas disse também que está ?solidário com o governo?. Confrontado com a questão do IVA na restauração à saída da visita a uma fábrica, Pires de Lima garantiu aos jornalistas que ?o Ministério da Economia fez tudo aquilo que estava ao seu alcance – e não foi pouco – para que o Governo considerasse seriamente? a descida do IVA na restauração. Uma situação que Pires de Lima considera que seria ?um sinal importante, que entendíamos que devia ser dado, no sentido de ajudar a favorecer a sustentabilidade deste sector muito importante”. Mesmo assim, o ministro garante também que é “um soldado disciplinado e leal dentro deste Governo”, e que, por isso mesmo, está ?solidário” com a decisão do governo de não mexer no IVA da restauração. Pires de Lima considerou ainda que ?há um tempo para argumentar, para discutir? mas que há também ?um tempo para acatar disciplinadamente a decisão que foi tomada em Conselho de Ministros e com a qual devo ser -e sou – solidário”, afirmou, atribuindo a culpa da manutenção da taxa à ?intransigência da troika? face às metas do deficit. M.F.