Pires de Lima: novo modelo de promoção vai ao encontro das necessidades das empresas

Na apresentação da nova estratégia de promoção, o ministro da Economia, Pires de Lima, considerou que o novo modelo “vai de encontro às necessidades das empresas, dos empresários” e “pretende beneficiar todos os agentes do sector”. Pires de Lima sublinhou algumas alterações, como os apoios a eventos internacionais, que foram substancialmente reduzidos, tal como a presença em feiras, frisando que a aposta no online permite “com menos fazer muito mais”, “chegar mais longe” e ter uma “relação de proximidade com os turistas”. O ministro referiu-se também aos bons resultados do turismo em 2013 e nos primeiros meses deste ano, afirmando que eles revelam a “resiliência e competência das empresas e o mérito dos nossos empresários”, sendo um “contributo expressivo” para a quebra do desemprego, tendo sublinhado a propósito que “o turismo e a restauração criaram 25 mil postos de trabalho no último ano”. Já em declarações aos jornalistas, à margem do evento, Pires de Lima sublinharia que a nova estratégia de promoção é uma forma de “promover Portugal com menos recursos, mas de uma forma mais eficaz”, uma vez que permite redireccionar o “orçamento para o apoio às vendas das empresas e para um modelo de maior eficácia”. Acrescentou ainda que “para se continuar a ganhar quota de mercado é importante ter um acesso directo com os nossos potenciais clientes”, o que a aposta no online torna mais imediato. M.F.