PME Excelência: 391 empresas do turismo distinguidas

Foram conhecidas esta terça-feira as empresas distinguidas com o estatuto PME Excelência. Num universo de 1.941 empresas dos vários sectores de actividade, 391 das empresas distinguidas pertencem ao sector do turismo.

O estatuto PME Excelência visa premiar o mérito de pequenas e médias empresas com perfis de desempenho superiores, conferindo-lhes notoriedade junto do mercado e proporcionando-lhes o acesso facilitado a financiadores e a soluções de crédito ajustadas às suas estratégias de investimento. As distinções atribuídas esta terça-feira premiaram as empresas que apresentaram os melhores desempenhos económico-financeiros e de gestão no exercício de 2016.

Segundo informação divulgada pelo Turismo de Portugal, as 391 empresas do turismo distinguidas como PME Excelência, representam, no seu conjunto, “11.204 postos de trabalho directos e apresentaram um volume de negócios de 655,5 milhões de euros em 2016. Com um activo líquido de 538 milhões de euros e capitais próprios de 334 milhões de euros, as PME Excelência do turismo têm uma autonomia financeira média de 62% e bons níveis de rentabilidade. O turismo representa, assim, uma quota de 20% do universo Excelência, sendo um dos sectores que regista níveis de crescimento em todos os indicadores de desempenho”.

Entre as 391 empresas do turismo distinguidas estão 279 estabelecimentos de restauração e bebidas, 84 empreendimentos turísticos, 16 estabelecimentos de animação, 9 agências de viagem e 3 rent-a-car. Lisboa, Faro e Porto concentram 67% das PME Excelência.

Ana Mendes Godinho, secretária de Estado do Turismo, destaca que “o número de empresas PME Excelência do turismo aumentou 130%, em 2017 face a 2015, o que denota bem o dinamismo da actividade turística. É graças ao trabalho de todas as empresas que Portugal está a crescer no turismo”.

Já o presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo sublinha que “é a marca Portugal que sai reforçada com a atribuição do estatuto PME Excelência. Ao distinguir empresas com perfis de desempenho superiores, confere-lhes notoriedade e cria-lhes condições optimizadas de financiamento para desenvolverem as suas estratégias de crescimento, reconhecendo a sua performance, a criação de emprego e promovendo a sustentabilidade no que à indústria do turismo diz respeito”.