Porto e Galiza de mãos dadas

O Turismo do Porto e Norte de Portugal e a Agência de Turismo da Galiza querem aumentar ainda mais o número de turistas portugueses e galegos entre as duas regiões, disseram esta terça-feira representantes das duas entidades.

A directora-geral do Turismo da Galiza, Nava Castro, declarou à Lusa, à margem de uma acção de promoção conjunta em Santiago de Compostela, no âmbito do Memorando de Entendimento assinado entre as partes nos finais de 2015, que o objectivo daquela entidade é que os portugueses “conheçam os recursos singulares na Galiza” para que “ano após ano sejam muitos os turistas a visitarem a região”.

“Dentro das linhas estratégicas de promoção para nos darmos a conhecer melhor ao turista estrangeiro, um dos nossos objectivos prioritários é o português”, admitiu Nava Castro, acrescentando que a “proximidade com o país vizinho”, não se mede apenas pelos “escassos quilómetros de distância”, mas principalmente pelas “parecenças culturais”, pelas “tradições e folclore”, e também pela “gastronomia” e “vinhos.

Por sua vez, o presidente da TPNP, Melchior Moreira, disse que uma “adequada partilha de sinergias transfronteiriças” vai permitir ao Turismo do Norte de Portugal “aumentar a quota de mercado”, “crescer em número de turistas” e “potenciar o aumento da estada média”, gerando um “maior retorno dos investimentos realizados no âmbito dos Produtos Turismo de Natureza e Gastronomia e Vinhos”.

As dormidas dos turistas portugueses em hotéis na Galiza aumentaram 17% entre Janeiro e Agosto de 2017 face ao período homólogo de 2016, liderando o turismo internacional naquela região. No mesmo período foram registadas 247 mil dormidas de turistas portugueses em hotéis galegos.