Porto de Lisboa bateu recordes em 2017

Mais navios de cruzeiros e um maior número de escalas marcaram o ano que findou no Porto de Lisboa. Já o número de passageiros estabilizou face ao ano anterior. Para 2018 esperam-se novos recordes para o Porto de Lisboa, com base no novo Terminal e na realização, na capital, da Seatrade Cruise Med.

No ano que passou, o Porto de Lisboa recebeu o maior número de navios de cruzeiros de sempre, 123, o que representa mais três do que o anterior recorde, datado do ano de 2013, e mais nove que o segundo melhor ano, que foi 2016. De acordo com os números divulgados pela Administração do Porto de Lisboa, os 123 navios recebidos foram responsáveis por 330 escalas, num acréscimo de 6% face a 2016.

As escalas em turnaround, ou seja, com os passageiros a poder iniciar e/ou terminar em Lisboa a sua viagem, subiram 12% e as escalas em trânsito aumentaram 6%.

O número de passageiros estabilizou acima dos 520 mil, apesar de um decréscimo marginal de -0,3% para os 521.042, o que se justifica pela redução da capacidade dos navios que realizaram operações de trânsito.

A Administração do Porto de Lisboa sublinha que 2017 ficou marcado pela inauguração do novo Terminal de Cruzeiros de Lisboa e pela atribuição, pelo 2º ano consecutivo, e pela terceira vez, do prémio de melhor porto de cruzeiros da Europa pelo World Travel Awards.

Para 2018, a Administração do Porto de Lisboa, espera um ano ainda melhor que 2017, ou seja, um ano de novos recordes. “Se as estimativas para 2018 se vierem a concretizar, este pode vir a ser o melhor ano de sempre, com novos recordes de escalas e passageiros”, lê-se numa informação enviada à imprensa. O novo Terminal, agora já a laborar em pleno poderá contribuir para que isso aconteça, tal como a realização na capital, em Setembro, da Seatrade Cruise Med, uma das maiores feiras de cruzeiros do mundo e que, por isso, pode vir a ter um efeito multiplicador na actividade de cruzeiros. Isso mesmo aconteceu no Porto de Marselha “onde o número de passageiros aumentou 63% depois de ter organizado a feira em 2012”, sublinha a APL.

“Estamos no início de uma nova era para o turismo de cruzeiros em Lisboa, com perspectivas de grande crescimento, sobretudo agora que a capital portuguesa é uma das mais bem servidas por infra-estruturas de apoio à actividade de cruzeiros”, comenta Lídia Sequeira, presidente da Administração do Porto de Lisboa.