Porto de recreio da Calheta reabre em meados de Abril

Ficam concluídas em meados de Abril as obras do porto de recreio da Calheta, altura em que estará em condições de reabrir, agora com nova concessionária, a Tecnovia Madeira.

Na altura da sua reabertura já estará operacional a marina e novas lojas já deverão estar disponíveis. As obras custaram cerca de um milhão de euros e incluem o reforço das muralhas de protecção da marina e a diminuição da agitação marinha dentro da própria marina, um dos factores que mais motiva reclamações por parte dos utentes.

A nova concessionária, desde Janeiro último, vai ainda colocar em funcionamento o posto de combustível e recuperar o pontão (bem como os fingers) que tinha sido destruído. A Tecnovia está ainda a proceder ao arranjo urbanístico de toda a área.

Para além das obras, em fase final, a concessionária prevê a realização de vários espectáculos naquele espaço, por forma a promover o lugar e a criar mais-valias para quem quiser investir nos espaços comerciais.

O porto de recreio da Calheta vai passar a oferecer uma marina com capacidade para 377 iates e para 44 motos de água, um edifício anexo de dois pisos com várias áreas destinadas ao comércio e serviços ligados à actividade náutica, bem como parque de estacionamento.